> BLOG DO PASTOR ÉRICO > PANDEMIA É ARMA PARA O ANTI-CRISTO
BLOG DO PASTOR ÉRICO

PANDEMIA É ARMA PARA O ANTI-CRISTO

TEMPOS  DIFÍCEIS

Pr.  Érico  R.  Bussinger   

           O Senhor nos adverte, a nós Seu povo, de que nos últimos dias sobreviriam “tempos difíceis” (2Tm.3:1). É claro que pensamos mais na continuação do texto, que caracteriza a maldade da maioria dos seres humanos, que não quer saber de Deus. E nós estamos vivenciando todo o cumprimento disso. Mas com toda certeza nunca esperávamos alto tão rápido como uma PANDEMIA, causada por um vírus tão poderoso e demolidor. Não pela sua letalidade em si, porém muito mais pela sua capacidade de se adaptar e se alastrar. O mundo todo atingido e sacudido. A Economia começando a virar um caos. E em conseqüência, pessoas entrando em pânico e o pior, querendo levar os outros também ao pânico, quais desesperados se afogando. Direitos sendo suprimidos, como o de “ir e vir”. Pessoas sendo obrigadas a ficarem presas em suas casas. Aglomerações proibidas. E o mais óbvio, talvez o objetivo maior dessas ações, as igrejas sendo fechadas e seus cultos proibidos

 UM ANTI-CRISTO

      Um filósofo italiano, pensador de esquerda, chamado Giorgio Agamben, saudou o que ele chamou de “invenção da pandemia”, como o maior golpe estratégico para se criar um estado de exceção. E afirmo eu, abrir caminho mais rápido para o poder e o cancelamento das liberdades individuais, agilizando o controle das pessoas. Segundo ele, nem de longe as ações terroristas, até então a melhor arma das esquerdas nessa direção, se poderiam comparar. O caminho está aberto. A mente das pessoas está dominada. O controle das liberdades individuais está garantido, por uma ampla maioria da opinião pública. Isto é o anseio dos grandes líderes mundiais: um governo forte.  Um líder só e carismático. E quando ele vier, o mundo todo o receberá, as pandemias (“inventadas”) se acabarão. Os problemas econômicos (criados) também. O terrorismo se acabará. O mundo todo dirá: “PAZ. PAZ.”

O  ARREBATAMENTO

              Todo cristão sabe das profecias bíblicas que estarão se cumprindo com esse quadro. O Anti-Cristo e a Grande Tribulação, que de tribulação não terá nada no início, já que toda tribulação do mundo é hoje “fabricada”, por causa dos cristãos (Jo.16:33). E quando, num abrir e fechar de olhos (1Co.15:51,52), eles forem “retirados” da Terra (no Arrebatamento), em princípio o mundo gozará de uma agradável paz e as pessoas saberão o porquê e quem foram os culpados por tudo de mal que ocorreu no mundo, os cristãos.                                           

OS CRISTÃOS  NA  PANDEMIA

              Por ora, a grande parte da opinião pública mundial está com os olhos voltados contra as igrejas, entendendo o seu funcionamento como não essencial e os cristãos como sendo pessoas não colaboradoras para a solução dos problemas mundiais. Ora, pensam, se a pandemia vai passar e isso é só uma privação temporária, as igrejas deveriam colaborar, aceitando serem fechadas, visando não espalhar mais o vírus. Só que a pandemia não vai passar tão depressa e ninguém sabe quando será. Cada vez mais os cristãos vão sendo segregados, em todo o mundo (Jo.15:18).        

E o que nós cristãos devemos fazer? Como devemos agir?

1) Em 2Pe.3:11-13 Deus nos exorta, quando virmos os sinais se cumprindo, a nos apressarmos para a Sua vinda, mediante a santificação e a piedade. Santificação, hoje, significa não ficar muito ligado às notícias e aos acontecimentos gerais, para nos ocuparmos mais com Deus e os Seus. Piedade significa uma vida dedicada a Deus e ocupada com o que Jesus nos ordenou (Mc.16:15): o “Ide por todo o mundo, pregar o Evangelho” e o discipulado (Mt.28:18-20), ensinando aos outros a praticar o mesmo, obedecendo ao Senhor e não à mídia e ao espírito do Anti-Cristo no mundo.

2) A prática da Religião Verdadeira também não foi abolida pelo Senhor (Tg.1:27). Os cristãos devem continuar a visitar os mais necessitados e carentes, principalmente para lhes levar a comunhão do corpo de Cristo, o amor.

3) E também não podemos nos esquecer de Hb.10:25 – “Não deixemos de congregar-nos…” E isso tanto mais quanto vemos que a nossa redenção se aproxima. Agora, então, devemos nos congregar muito mais ainda. Como?   

 Alguns princípios bíblicos devem ser lembrados sempre por nós, como o considerarmos com amor os irmãos mais fracos. Quem é fraco, num momento desses, senão o irmão que adora mais o CORONAVÍRUS do que Deus? E dá mais culto ao Álcool Gel que ao Senhor? Que entra em pânico, ao invés de perseverar na fé? Mas eles também são irmãos e, portanto, devemos tratá-los com amor. Mas não para discutir opiniões. Em Rm.8:28 somo ensinados que nada, absolutamente nada, nos ocorrerá se não for da vontade de Deus. Inclusive pegar a COVID 19. Calma!  O Senhor também nos manda nos submetermos às autoridades constituídas (Rm.13:1). E no Brasil de nossos dias, em que vige uma forte crise institucional, a qual autoridade devemos nos submeter? Os apóstolos Pedro e João nos deixaram uma orientação (At.4:19): “Julgai se é justo ouvirmos antes a vós do que a Deus?” Em primeiro lugar, vamos obedecer a Deus, que nos manda evangelizar, discipular e congregar. E as ordens das autoridades? Sempre que não nos impedirem de fazermos a obra de Deus, obedecê-las-emos. Mas nunca resistindo às autoridades (Rm.13:2). Quando nos impedirem de pregar o Evangelho em algum lugar, façamos como o apóstolo Paulo, indo pregar em outro lugar. Mas nunca parando. A OBRA DE DEUS NÃO PODE PARAR. Mas e se houver punições? Recebamo-las, mas nunca parando a obra de Deus. 

A obra de Deus é só  “fazer reuniões na igreja”?  Não, não e não. 

Se pudermos, continuemos a fazer os cultos gerais. Se não pudermos, reunamo-nos em grupos. Se não nos for possível reunirmos abertamente, façamo-lo a portas fechadas, como a igreja subterrânea nos países comunistas. Reunamo-nos em células. Elas não podem parar.              E aos líderes, não deixem de estar em contacto, mesmo virtual, com cada um de seus liderados, pelo menos uma vez por semana. E a cada cristão, procure seu líder, ou sua líder, pelo menos uma vez por semana, para receber alimento, orientação, dar relatório da sua vida, confessar seus pecados etc. Isto é comunhão. Principalmente nos dias atuais.              E lembre-se sempre e diga: “MARANATHA”!!! (Vem logo, Senhor Jesus).  O Senhor Jesus está voltando para buscar os Seus.

NÃO QUEIRA FICAR! 

 PAZ!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *